Monday, May 05, 2008

Noites de Queima



Há noites que começam com silhuetas e contornos de saudade,
Em que a poesia corre pelas ruas nos lábios de trovadores.
Há noites que começam com guitarradas e terminam em serenatas,
Que começam num beijo e terminam num olhar.
Há noites que se tornam eternas no aconchego de dois corpos...
No calor do nosso abraço.

1 Comments:

Blogger Diana Filipa said...

Coimbra... tem dias de guitarras, noites de copos e cama para dois corpos tombados
Mulher... tem dias de serenata, noites de beijos e cama que deixa saudade

Conclusão: Coimbra-Mulher

Anexo: Se não te ama, deixa-se amar. E assim se faz poesia em Portugal.

4:17 AM  

Post a Comment

<< Home